Nietzsche-Deleuze: Estranhos ensinamentos

Por Mónica Cragnolini | Trad.: Sandra Corazza e Tomaz Tadeu.   Em um texto já clássico, apresentado no colóquio de Cerisy-La-Salle de 1972 sobre Nietzsche – que constituiu um balanço do renascimento dos estudos nietzschianos na França –, Deleuze indaga o motivo pelo qual não existe uma “escola” nietzschiana (Deleuze, 1985). Se considerarmos a tríade … Continue lendo Nietzsche-Deleuze: Estranhos ensinamentos

Friedrich Nietzsche: Para a teoria do estilo. (carta a Lou Salomé)

Por: Friedrich Nietzsche | Trad.: José Carlos Martins Barbosa.   Para a teoria do estilo.   1. A primeira coisa necessária é vida: o estilo deve estar vivo. 2. O estilo deve ser apropriado a ti em vista de outra pessoa bem definida com a qual queres te comunicar (lei da dupla relação). 3. Antes de escrever, deveríamos … Continue lendo Friedrich Nietzsche: Para a teoria do estilo. (carta a Lou Salomé)

Rosa Dias: Pierre Klossowski e a euforia de Nietzsche em Turim

Por: Rosa Dias Pierre Klossowski e a Euforia de Nietzsche em Turim Poucos livros consagrados à filosofia de Nietzsche são tão originais e sedutores como Nietzsche e o circulo vicioso de Pierre Klossowski. Publicado em 1969, época da contracultura, esse livro influenciou o pensamento francês contemporâneo, representado por Gilles Deleuze, Felix Guattari, Jean François Lyotard e … Continue lendo Rosa Dias: Pierre Klossowski e a euforia de Nietzsche em Turim

Max Stirner e sua suposta influência sobre Nietzsche

De 1806 à 1856, ou seja, no curto espaço de cinqüenta anos, um raio anarquista atravessou a Alemanha e gritou à babel filosófica européia sons inauditos. Chamava-se Max Stirner, precursor daquilo que viria a ser conhecido como “anarquismo individualista”. Dentre as inúmeras frases afiadas de seu livro “O Único e Sua Propriedade” (clique aqui para baixar o e-book completo), … Continue lendo Max Stirner e sua suposta influência sobre Nietzsche

Sentimentos morais e pensamento – Friedrich Nietzsche em “Aurora”

30. (...) apenas sentimentos são hereditários, não pensamentos (...). 09. (...) a moralidade não é outra coisa (e, portanto, não mais!) do que obediência a costumes, não importa quais sejam; mas costumes são a maneira tradicional de agir e avaliar. (...) O que é a tradição? Uma autoridade superior, a que se obedece não porque … Continue lendo Sentimentos morais e pensamento – Friedrich Nietzsche em “Aurora”

Ecce Homo – Nietzsche & Wagner

“Quem quer se livrar de uma pressão intolerável necessita de haxixe. Pois bem, eu necessitava de Wagner. Wagner é o contraveneno para tudo alemão par excellence— ainda veneno, não discuto... A partir do instante em que houve uma partitura para piano do Tristão — meus cumprimentos, sr . von Bülow! — eu fui wagneriano. As … Continue lendo Ecce Homo – Nietzsche & Wagner

A propósito do dia do filósofo…

por Friedrich Nietzsche "A filosofia já não tem razão de ser e, por isso, o homem moderno, se fosse corajoso e honesto, deveria rejeitá-la e bani-la com palavras semelhantes àquelas com que Platão expulsou os poetas trágicos do seu Estado. Ela poderia, sem dúvida, replicar, como também os poetas trágicos retorquiram a Platão. Se fosse … Continue lendo A propósito do dia do filósofo…

FILME: Friedrich Nietzsche – Para além do bem e do mal

Baseado na relação entre Friedrich Nietzsche, Lou Salomé e Paul Rée, "Para além de bem e mal" é um filme dirigido pela italiana Liliana Cavani e lançado em 1977. O título é tirado de livro homônimo do filósofo alemão, que protagoniza o filme."Para além de bem e mal" trata do encontro entre dois homens e … Continue lendo FILME: Friedrich Nietzsche – Para além do bem e do mal