Gilles Deleuze: Duas questões sobre a droga.

por Gilles Deleuze | Trad.: Guilherme Ivo São apenas duas questões. Vê-se muito bem que não se sabe o que fazer com as drogas (mesmo os drogados), mas também não se sabe como falar delas. Ora se invocam prazeres, difíceis de descrever e que já supõem a droga. Ora, ao contrário, invocam-se, causalidades demasiadamente gerais, extrínsecas … Continue lendo Gilles Deleuze: Duas questões sobre a droga.

Antonin Artaud – Segurança Pública: A Liquidação do Ópio (1925)

Um dos manifestos surrealistas de Antonin Artaud, divulgado em La Révolution Surréaliste em 1925, intitula-se Segurança Pública: A Liquidação do Ópio (publicado no Brasil em Escritos de Antonin Artaud, tradução, notas e prefácio de Claudio Willer, L&PM, 1983 e reedições). Nele, o futuro criador do Teatro da Crueldade, antecipando o que ainda diria a respeito em suas Cartas de Rodez e … Continue lendo Antonin Artaud – Segurança Pública: A Liquidação do Ópio (1925)