“As obsessões mórbidas de Mahler levaram-no a consultar-se com o próprio Freud e também compor a sombria Kindertotenlieder (Canções das Crianças Mortas). A composição dessa obra aterrorizou a própria esposa de Mahler, que dizia não entender que ele escrevesse sobre crianças mortas quando tinha acabado de pegar nos braços, bem vivas, as suas próprias filhas”.

(Luiz Paulo Horta)

********

“Na música de Gustav Mahler, o sentimento romântico e uma profunda sensibilidade lírica encontram sua mais alta expressão. Ele era um homem de cultura filosófica, ideais espirituais e sensibilidade tonal realmente extraordinária. (…) Numa visão retrospectiva, Alma Mahler descreveu a vida de seu marido quase como uma missão. Ela escreve no final de suas Memórias: “Sua luta pelos valores eternos, sua elevação acima das banalidades e sua devoção inquebrantável à verdade são um exemplo de santidade de vida”.

A Primeira Sinfonia em Ré maior representa a primeira contribuição duradoura de Mahler ao repertório das grandes obras para concerto. (…) O início do primeiro movimento é uma das mais belas aberturas sinfônicas da música romântica – um lá sustentado em oitava elevada, que cria um clima de etérea contemplação bucólica. O lá de Mahler representa o momento ainda indefinido de uma manhã de primavera…”

(Philip Barford)

4º movimento desta mesma 1ª Sinfonia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s